CONVIVENDO NA ESCOLINHA…

Coloquei minha filha na escolinha aos 10 meses. Não sabia ao certo qual era a melhor hora de iniciar esse ciclo de convivência dela, até porque quanto mais eu perguntava para as pessoas, mas eu me confundia. Portanto, decidi por intuição que tinha chegado o momento. Acertei na mosca. Adorei ver o desenvolvimento dela, participar das atividades com as outras mães, as comemorações em conjunto, enfim, foi um golaço.

Um ponto que eu achei que ia me sentir desconfortável eram as comemorações de Dia das Mães e Dia dos Pais, mas isso não aconteceu. Pelo menos na escola da minha filha o que eles fazem é o Dia da Família. Ótima solução para quem tem a mesma situação que a minha ou para pais separados.

Um ponto que tenho que destacar, porque ainda me incomoda, são as inúmeras vezes que minha filha ficou doente. Não é possível que isso aconteça de forma tão recorrente! Pois é, mas acontece.  É incrível a capacidade dessas crianças de adoecer. Acho que agora eu entendo porque fui para a escolinha só com 3 anos de idade.

No fundo, não faz diferença alguma mais tarde ou mais cedo, mas, como hoje em dia nossa vida é tão cheia de atividades – trabalho, cuidar da casa, de si mesma etc. – a gente tem que delegar mesmo, e acaba sendo para a escolinha. Dizem que depois dos 3 anos tudo vai melhorar nesse aspecto. Será?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *